• Colégio Dinâmico

Com artes e cultura, Colégio Dinâmico investe em ensino humanizado

Nas aulas de artes e teatro, alunos desenvolvem habilidades que vão além do conteúdo cobrado no vestibular.




O Colégio Dinâmico, tradicional colégio de Ensino Médio e Pré-vestibular de Goiânia, tem as artes e a cultura entre suas bases de ensino. Há mais de 20 anos, o colégio prepara os alunos não apenas para passar no vestibular, mas também para saber lidar com as emoções e todas as suas formas de expressão. Por isso, aposta na oferta de atividades artístico-culturais, como música, dança e teatro. “As novas gerações têm acesso muito amplo às tecnologias, com muita informação e apelo visual, mas também estão cada vez mais engessadas, automáticas e ansiosas. A arte traz o olhar de sensibilidade, autoestima, ensina a falar e, principalmente, a ouvir”, destaca a professora Mônica Serpa, formada em Belas Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). No período matutino, os alunos têm aulas teóricas sobre arte, com conteúdo relacionado ao que é exigido pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). À tarde, é a vez das aulas práticas. Mesmo ofertadas como disciplinas opcionais, as vagas são sempre preenchidas, com até 40 alunos por atividade. Nas aulas de artes, por exemplo, os alunos aprendem técnicas diversas como hiper-realismo e aquarela. No teatro, têm a oportunidade de trabalhar temas contemporâneos ao mesmo tempo em que desenvolvem habilidades como comunicação e expressão corporal. “São características importantes para o desenvolvimento humano, inclusive para alunos que pretendem trabalhar nas ciências exatas. Ser criativo e saber se comunicar são habilidades importantes em qualquer área de trabalho”, destaca Mônica.

Ação social Além do desenvolvimento pessoal, os projetos artísticos do Colégio Dinâmico abrangem outro viés: o social. Anualmente, o grupo de teatro realiza apresentações sem fins lucrativos com recolhimento de donativos para instituições solidárias. Também são realizadas apresentações em creches e asilos. “Nessas ocasiões preparamos temáticas especiais. Os alunos apresentam poesias, serenatas e até marchinhas de carnaval. A arte é alimento para a alma”, completa a professora Mônica Serpa. Em 2019, foram duas apresentações, com 75 alunos envolvidos. Na primeira, em outubro, os alunos contaram, por meio de dança, música e encenação, histórias de mulheres relevantes que se destacaram em suas áreas, tais como Frida Kahlo, Maria da Penha, Chiquinha Gonzaga e Joana d’Arc. A apresentação com o título “Rochas” ocorreu no Teatro da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO).

2 visualizações0 comentário