• Colégio Dinâmico

Por que o SISU facilitou o acesso às universidades?


Imagine a seguinte situação: de outubro a janeiro do ano seguinte, o estudante (além de estudar de segunda a sexta), precisa realizar exames de vestibular todos os finais de semana, muitos deles em cidades diferentes que exigem deslocamento, custo com hotel e alimentação. A proposta do Sistema de Seleção Unificada – SISU – foi facilitar o acesso do candidato às vagas disponíveis.


Criado em 2010, o sistema utiliza a nota do ENEM para a seleção dos estudantes. Ele funciona como um leilão: o aluno alcança uma pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio, cadastra-se no portal do SISU e escolhe duas opções de curso e/ou universidade. É classificado aquele aluno que obteve a nota mínima de corte para aquela seleção. Caso a primeira opção não dê certo, ainda há chances na segunda. O site ainda calcula as suas chances e permite que troque o curso ou a faculdade de acordo com a sua média. Esses dias são de pura adrenalina e apreensão, pois caso você esteja classificado nos primeiros dias e alguém coloque uma nota mais alta que você na mesma opção, a sua posição cai e você corre o risco de sair da média geral, ou seja, ser desclassificado.


Ainda há a possibilidade de disputar vagas remanescentes ou ficar na lista de espera. Isso porque há estudantes que são aprovados em mais de um vestibular e desistem de uma das opções, há cursos que possuem até 10 listas de chamada (a esperança é a última que morre).


Para que esse processo seja mais assertivo, atente-se às dicas:

· Estude qual o curso e universidade você almeja, baseie-se nos pontos de corte do ano anterior, mas saiba que eles não são absolutos. Essa pontuação pode sofrer mudanças de uma no para o outro.

· Não deixe para última hora, já houve casos de o sistema sair fora do ar ou ficar lento. Afinal, são milhões de pessoas acessando ao mesmo tempo;

· Converse com a sua família sobre possíveis opções em outras cidades. As universidades das regiões Nordeste e Norte são ótimas opções que são descartadas por falta de informações;

· Acompanhe diariamente a sua posição na lista e, caso não esteja na lista de pré-selecionados, tente em outra universidade. Como disse, é como se fosse um leilão, quem der mais, ganha;

· Há duas seleções por ano, então não desespere. Caso não consiga a sua vaga para o primeiro semestre, tente para o segundo que é menos concorrido, mesmo que alguns cursos e universidades só ofereçam vagas uma vez por ano;

· Segure a ansiedade. Mantenha a mente fria, pois se a adrenalina ou o estresse falarem mais alto, você poderá cometer sérios erros que o tirarão da disputa.


Faça o que tem que ser feito, a seleção não começa pelo SISU, mas desde a sua preparação para o ENEM. Boa sorte!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo